Ligue (11) 3924.2320 ou 9 9366.3100 (WhatsApp) - Dias úteis das 10 às 18h

Q
Q

tocando-o-básico-do-violãoSaiba o básico do violão e então alcance um novo nível!

Aprender a tocar o básico do violão e as primeiras músicas, talvez não seja tão difícil quanto pareça.

Existem alguns 3 ou 4 acordes bem fáceis que a maioria das pessoas aprendem no início.

Porém, depois de aprender a tocar uma quantidade de músicas usando esses 4 acordes, muitas pessoas se acomodam e não conseguem passar de nível.  

O que fazer para evitar que isso aconteça com você? Ou, se essa é a sua realidade hoje, o que fazer para mudar isso?

A primeira coisa é entender que faz parte de um processo de evolução do aprendizado passar por isso.

É absolutamente normal, principalmente com as pessoas que tentam aprender sozinhas e não fazem um curso de violão regular. Não é nenhum demérito.

Mas pode ser muito frustrante para a maioria das pessoas que passam por isso, por exemplo, estar em uma festa entre amigos e alguém pedir pra você tocar uma música que não está no seu repertório, mas é extremamente fácil de tocar. 

Ou ainda, ver algumas pessoas mais novas que começaram a tocar bem depois de você, e já estão muito mais avançadas, sabendo tocar mais músicas e fazer coisas mais complexas no instrumento.

Se esse é o seu sentimento, veja abaixo nossas dicas para você conseguir evoluir e se tornar um violonista melhor, ainda que seu objetivo no violão seja apenas para se divertir e principalmente para você que quer levar o instrumento a sério, e quem sabe fazer dele uma profissão.

Sair da zona de conforto

A zona de conforto no violão é tudo o que você aprende e pratica até conseguir fazer sem ter que pensar naquilo que está fazendo.

São aqueles acordes que você faz sem olhar para o violão, a música que você já toca sem ler a cifra, ou aquele solinho que você faz decorado e não precisa mais olhar na tablatura ou partitura.

Isso envolveu o seu tempo dedicado a treinar esses acordes e músicas, passando daquela fase inicial de tentar de mudar de um acorde para o outro, ou conseguir fazer aquela batida ou dedilhado de forma mais rápida. 

Então você finalmente fica bom em alguns acordes e fica procurando músicas que já possuem esses acordes para tocar. Simplesmente porque essa é uma zona de conforto que você teve muito trabalho para conquistar.

Então se torna muito mais fácil e rápido ter a recompensa de conseguir tocar uma música nova usando esses acordes que você já conhece.

Mas é exatamente aí que está o perigo, que faz com que muitos fiquem paralisados sempre no nível básico de violão. Você tem que fugir dessa armadilha.

Como evoluir e sair do nível básico do violão

Para evoluir no violão e sair do básico, é necessário estudar músicas com acordes, batidas e dedilhados que você não conhece e praticar muito, mesmo que fazer isso te faça sentir novamente como se você fosse um total iniciante no violão.

E aí pode acontecer de você achar que estava indo bem, MAS nesses novos acordes seus dedos não te obedecem como você gostaria e isso te deixa desanimado…

Vencer esse desânimo é essencial para que você consiga decorar a posição de cada dedo, e conseguir mudar rapidamente para esses novos acordes.

Por isso, a primeira dica para você se desenvolver e sair do básico do violão é parar de tocar apenas as músicas que você já conhece, e não “correr” daquelas que são um pouco acima do seu nível atual.

Busque aprender músicas novas sempre, e principalmente músicas que tenham alguns acordes, batidas ou dedilhados que você não tenha costume de tocar. Isso vai e ajudar muito a evoluir.

Tenha disciplina de estudo

Uma coisa bem simples que pode ser implementada por qualquer um que quer sair do nível básico do violão é criar uma disciplina para praticar o instrumento todos os dias.

E quando falamos em disciplina, algumas pessoas imaginam um ambiente militar e que você precisa fazer 30 flexões de braço e 50 polichinelos antes de começar a tocar.

Não é nada tão complicado assim!

Ter disciplina de estudo envolve um item básico e que está ao alcance de qualquer um. Vamos ver alguns exemplos práticos:

Muitas pessoas gostam de assistir novelas e têm disciplina de ligar a TV todos os dias no mesmo horário para assistir a novela.

Já outros preferem séries no Netflix e quando encontram uma que prendem a atenção fazem maratonas e ligam a TV todos os dias no mesmo horário para assistir a série.

Nem preciso falar na disciplina para abrir o Instagram ou o Facebook todos os dias para acompanharas novidades…

A disciplina que você precisa para tocar violão é simplesmente usar o mesmo princípio.

Como se fosse um compromisso inadiável, por exemplo, das 20h às 21 horas você não fará nada a não ser estudar e tocar violão.

Se você fizer isso não tem erro, é como colocar uma semente na terra e jogar água, você sabe que mais cedo ou mais tarde vai nascer uma planta.

Reconhecer as limitações humanas

Por algum motivo criou-se um tipo de valorização das pessoas que aprendem a tocar violão “sozinho”.

Algumas pessoas sabem fazer apenas dois acordes e enchem os pulmões para dizer: “eu aprendi a tocar sozinho”, como se houvesse um tipo de glamour nessa afirmação.

O primeiro ponto é que ninguém aprende nada sozinho. Isso é um mito.

Se você aprendeu vendo vídeos na internet, alguém que sabe tocar gravou um vídeo te ensinando o que fazer.

Se você está aprendendo lendo conteúdos em sites, como aqui no Violão Samba e Choro, ou no Dicas de Violão, alguém está escrevendo e postando conteúdo sobre violão nesses sites para você.

E é nesse ponto que as pessoas são enganadas por esse mito, e acham que precisam aprender a tocar sozinhos para ter algum tipo de reconhecimento por isso.

Mas a limitação de todos nós, que desejamos aprender algo, é justamente não saber o melhor caminho para fazer as coisas certas para ter o melhor resultado.

Imagine um adolescente de 16 anos que quer aprender a dirigir um carro, sem nunca ter tido nenhuma instrução anterior e sem alguém experiente lhe mostrar cada pequeno detalhe que ele deve fazer.

Como, por exemplo: Para o carro andar, ele precisa pisar na embreagem, engatar a primeira marcha em seguida pisar no acelerador e soltar a embreagem vagarosamente até o carro começar a se deslocar.

E que, em seguida, para aumentar a velocidade do carro você precisa, no tempo certo, apertar a embreagem e mudar de marcha.

Agora, imagine quanto tempo esse adolescente vai demorar para aprender sozinho a fazer manobras mais complexas como uma baliza ou controle de embreagem.

Você acredita que esse adolescente vai ter muito sucesso sozinho? É óbvio que não.

Aprender violão sozinho demora mais tempo…

No violão funciona da mesma forma, existem muitas coisas que tem que ser feitas de certa forma específica. Existem alguns exercícios certos que você precisa fazer para melhorar uma ou outra habilidade.

Coisas que somente um professor experiente pode te ensinar e te ajudar a evoluir no instrumento, de forma que você demoraria anos e anos estudando “sozinho” pra tentar descobrir coisas que em uma única aula o professor experiente te ensinaria.

Por isso, essa é uma coisa essencial que você precisa saber para aprender a tocar de verdade e mudar de nível do violão: reconhecer que não aprendemos nada sozinhos, sem quebrar a cara várias vezes.

E que um professor experiente pode acelerar muito nosso aprendizado e nos ensinar os atalhos que nunca aprenderíamos sem orientação, ganhando muito tempo com isso.

Se você entendeu a importância disso e quer saber se existe algum método ou curso disponível na internet, que ensina exatamente esses atalhos para você mudar de nível no violão e se tornar um músico melhor, a resposta é: SIM.

Aqui em nosso site temos diversas PROMOÇÕES que vão ajudar desde o total iniciante, que não sabe nada, até quem já sabe alguns acordes e batidas, e agora quer sair do básico do violão.

Ou então se você já está num nível bom, e quer se tornar um violonista profissional.

Se você gostou dessas dicas e quer compartilhar conosco sua opinião sobre o assunto, deixe seu comentário logo abaixo.

0
1
Olá, posso ajudar?
Clique e envie sua mensagem!
Powered by